Notícia

Morada do Sol Turismo arrecadou quase R$ 1,2 milhão em 2018


Informações foram requeridas pelos vereadores da bancada do PSDB

Após requerimento apresentado pela bancada do PSDB, composta pelos vereadores Rafael de Angeli, Jéferson Yashuda, José Carlos Porsani e Delegado Elton Negrini, na Sessão Ordinária do dia 29 de janeiro, a Morada do Sol Turismo, Eventos e Participações S/A, empresa pública que tem como acionista majoritária a Prefeitura, apresentou seu balancete de 2018. De acordo com os números demonstrados, foram arrecadados R$ 1.198.051,43, sendo R$ 1.183.730,36 com locações, R$ 1.296,75 com rendimentos de aplicações financeiras, R$ 86,19 com manutenção e conservação das instalações, R$ 2.860 com recuperação de despesas, R$ 28,11 com descontos obtidos, R$ 200,91 com juros ativos, R$ 108,50 com despesas bancárias, R$ 0,95 com encargos sobre tributos vencidos e R$ 9.739,66 com reversão de impostos a recolher ou recuperar. Os parlamentares também questionaram quem são os conselheiros e servidores ligados à empresa. A Morada do Sol Turismo esclareceu que o Conselho de Administração é composto pelos membros conselheiros Manoel de Araújo Sobrinho, Donizete Simioni e Carlos Eduardo Delbon, e o Conselho Fiscal, por Sinval Alan Ferreira da Silva, Juliana Picoli Agatte e Nelson Kiwoshi Hisatsuga. Ainda segundo o documento, a remuneração dos membros dos conselhos é de R$ 1.721,24 por mês, e não há servidores ligados ao quadro de funcionários da empresa, com exceção dos membros dos conselhos. Sobre os eventos, foram realizados 184 para um público total de 401.180 pessoas. Dentre as realizações, estão feirões de veículos (23%), formaturas (23%), eventos artísticos e culturais (19%), jogos universitários (7%), eventos privados (6%), eventos religiosos (5%), Facira (5%), congressos e convenções (4%), eventos de empresas públicas (3%), eventos filantrópicos (3%) e eventos educacionais (2%).

   2020 © Rafael de Angeli. Todos os direitos reservados.

  • Instagram
  • Facebook
  • Twitter