Notícia

Antigo PS do Melhado será transformado em Centro Municipal de Estabilização

Antigo PS do Melhado será transformado em Centro Municipal de Estabilização, afirma secretária da Saúde


Local também terá serviço de exames de raio X, tomografia, endoscopia, colonoscopia e outros.

Durante reunião da Comissão Permanente de Educação, Saúde e Desenvolvimento Social da Câmara de Araraquara — composta pelo presidente Gerson da Farmácia (PMDB) e pelos vereadores Paulo Landim (PT) e Zé Luiz (PPS) —, realizada nesta quinta-feira (28), na Câmara Municipal de Araraquara, a secretária municipal da Saúde, Eliana Honain, afirmou aos vereadores que está nos planos da Prefeitura e do prefeito Edinho Silva (PT), a transformação o antigo Pronto Socorro do Melhado em Centro de Municipal de Estabilização.


De acordo com ela, com a abertura da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Valle Verde, o atendimento de urgência e emergência no município atende os padrões do Ministério da Saúde, restando solucionar a alta demanda por internações e exames médicos. Honain falou para uma plateia formada pelos vereadores Edson Hel (PPS), Lucas Grecco (PSB), Rafael de Angeli (PSDB), Roger Mendes (PP) e Thainara Faria (PT).


22 leitos

Hoain informou que a cidade hoje possui três UPAs, com capacidade para cobrir até 300 mil pessoas. O Melhado [antigo Pronto Socorro] está fechado e a proposta para o prédio é solucionar o problema com as internações. “A estrutura do Melhado é excelente e vamos abrir 22 leitos, com quartos individuais e banheiro privativo. Nas UPAs o paciente não pode ficar mais do que seis horas e não tem um espaço para estabilização e observação, o que seria o ideal para otimizar as vagas”, explicou.


Ainda de acordo com a secretária da Saúde, a Prefeitura tem um déficit de 45 leitos e uma parte foi solucionada através da inauguração de 18 novos leitos na Santa Casa.


Com a proposta de um Centro Municipal de Estabilização, a Prefeitura chegaria próximo de uma solução para este gargalo. “Em parceria com a Santa Casa será feita uma triagem dos casos e os mais graves serão encaminhados para lá. No Centro de Estabilização seriam oferecidos ainda exames especializados, como por exemplo, raio X, tomografia, endoscopia e colonoscopia. O espaço contará ainda um posto médico e de enfermagem 24h”, afirmou.


A estimativa da administração municipal é de que serão necessários R$ 8 milhões para concluir as adequações necessárias de instalação no imóvel do antigo Pronto Socorro — sendo R$ 4 milhões para a reforma e ampliação e R$ 4 milhões para aquisição de equipamentos para realizar exames e mobilizar os diferentes leitos. Duas, das 22 unidades, serão para isolamento de pacientes.  


Outros questionamentos

Respondendo a outros questionamentos dos vereadores, Eliana Honain ainda falou sobre a falta de medicamentos na rede básica de Saúde e também sobre a fila de espera por atendimento psicológico. De acordo com ela, a Prefeitura adquiriu medicamento e já iniciou a distribuição nas unidades. Sobre a disponibilidade de psicólogos na rede básica, ela admitiu o problema e disse que a Câmara aprovou projeto da Prefeitura, autorizando a abertura de vagas para a contratação de novos profissionais da área.


“A Prefeitura está empenhada em solucionar todos os problemas da Saúde, porém, a população também está empobrecida, saindo em grande número dos planos privados de saúde e procurando cada vez mais a rede pública, dificultando o planejamento mensal para a aquisição de medicamentos”, finalizou.

   2020 © Rafael de Angeli. Todos os direitos reservados.

  • Instagram
  • Facebook
  • Twitter