Notícia

Centro de Estabilização funcionará como retaguarda para as UPAs

Vereadores e representantes da Prefeitura visitaram as obras, que devem ser concluídas em julho de 2020.



Na sexta-feira (8), um grupo de representantes do Legislativo visitou as obras do Centro de Estabilização, o antigo Pronto Socorro do Melhado, para acompanhar o andamento dos trabalhos. Acompanhados pelo prefeito, Edinho Silva, juntamente com a coordenadora de Urgência e Emergência, Fernanda Rodrigues, a secretária interina de Saúde, Joice Nogueira, os visitantes receberam explicações detalhadas sobre o edifício e o futuro funcionamento do serviço.

Aos vereadores foi dada a informação de que a principal função do Centro de Estabilização será funcionar como retaguarda para as Unidades de Pronto Atendimento (UPAs), recebendo pacientes de média complexidade. O pronto-socorro de referência continuará a ser a UPA. A partir dali, de acordo com as condições do paciente, os médicos decidirão se este deverá concluir o atendimento ali mesmo ou se deverá ser encaminhado para o Centro de Estabilização ou para a Santa Casa.


“Pacientes que hoje são mandados para a Santa Casa somente porque precisam fazer exames que não podem ser feitos na UPA virão para cá, em vez de irem para a Santa Casa”, explicou Edinho. “Desta forma, otimizaremos recursos e liberaremos leitos da Santa Casa para a realização de cirurgias eletivas, o que ajudará a diminuir o déficit de leitos, que hoje é um problema em Araraquara”, completa.

O Centro contará com 22 leitos de enfermaria, 12 leitos para exames e 6 leitos monitorizados. Todos os quartos são suítes e o prédio contará, em todas as alas, com espaço para armazenar materiais de uso ambulatorial e de limpeza. No setor administrativo, haverá vestiários e salas de repouso para a equipe médica, além da entrada de alimentos, fornecidos por uma empresa terceirizada, sob supervisão de um nutricionista. Todos os corredores terão o seu próprio carrinho de parada, para reanimar pacientes, em caso de necessidade.

A unidade oferecerá exames laboratoriais e por imagem, entre os quais, raio-X digital, tomografia, ultrassom, ecocardiograma e endoscopia. “Todos os equipamentos são top de linha e os contratos de compra preveem treinamento para a equipe e longos períodos de garantia, alguns de cinco ou até dez anos”, adiantou Fernanda. Se tudo correr conforme o planejado, as obras de reforma e adequação do Centro de Estabilização devem se encerrar em julho de 2020.

Além de alguns vereadores, participaram da visita o chefe de Gabinete da Prefeitura, Alan Ferreira Silva, a secretária de Planejamento e Participação Popular, Amanda Vizoná, e a secretária de Obras e Serviços, Anna Padilha.


Confira mais fotos aqui.

   2020 © Rafael de Angeli. Todos os direitos reservados.

  • Instagram
  • Facebook
  • Twitter