Notícia

Gastos de quase R$ 100 mil com 'Hotel Covid' têm novos esclarecimentos

Desde julho, vereador Rafael de Angeli investiga se recursos foram devidamente aplicados.


Após receber informações da Prefeitura sobre os gastos de R$ 99.734,54 para o atendimento de 18 pacientes no "Hotel para Covid-19", durante os meses de março a julho de 2021, o primeiro secretário da Câmara Municipal de Araraquara, vereador Rafael de Angeli (PSDB), enviou outro Requerimento (nº 853/2021) ao Executivo, pedindo mais detalhes sobre os serviços e custos. No dia 8 de outubro, foi protocolada resposta com as informações solicitadas.


O parlamentar perguntava, no documento, quantos funcionários trabalharam no local e o gasto com cada um; por quantos dias cada paciente ficou hospedado; o custo diário e o total gasto em alimentação para cada paciente; os valores empregados para a realização de melhorias; e se os pacientes receberam atendimento médico no local.


De acordo com o coordenador executivo de Gestão da Secretaria Municipal da Saúde, Delorges Mano, o total pago pelo município para alimentação de todos os pacientes que precisaram ser isolados no referido local foi de R$ 9.670,77, uma média de R$ 38,37 por paciente diário. Já o gasto com medicação foi de R$ 30 por tratamento, durante a média de 14 dias que cada paciente ficou internado.


Segundo a Prefeitura, a hospedagem foi destinada a pacientes positivados em situação de rua, assim como pessoas com dificuldades que impossibilitavam o cumprimento da quarentena. No ofício, a Administração informa que os pacientes acolhidos receberam tratamento medicamentoso, além de acompanhamento médico e de enfermagem pelas equipes de bloqueios do município, recebendo visitas diárias de equipes de enfermagem e, de médicos, três vezes por semana.


O Executivo ainda ressalta que, além dos gastos mencionados, foi mantida, durante o funcionamento da hospedagem, segurança 24 horas, e houve pagamento de energia elétrica.


Para o vereador, ainda faltam explicações para o investimento total de quase R$ 100 mil:

"As informações enviadas ainda não foram claras sobre o valor total investido neste serviço para nossa população. Analisaremos todos os dados e continuaremos investigando e fiscalizando o assunto com cautela", explica e finaliza Angeli.


19/10/2021