Notícia

Informações sobre 'kit merenda' são solicitadas pelo vereador Rafael de Angeli

Famílias em situação de vulnerabilidade social, que têm filhos matriculados na rede municipal de ensino, precisam de acesso à alimentação básica.

Imagem: Reprodução/araraquaranews

Na tarde de quarta-feira (10), o vereador Rafael de Angeli (PSDB) protocolou o Requerimento nº 579/2020, que pede informações ao Executivo sobre as entregas de alimentos estocados para a merenda escolar às famílias em situação de vulnerabilidade social, que têm filhos matriculados na rede municipal de ensino.


Em 9 de abril, a Prefeitura de Araraquara, por meio da Secretaria Municipal da Educação, iniciou as entregas dos alimentos a núcleos familiares que estão cadastrados no programa Bolsa Família do Governo Federal. Foram montadas 2 mil cestas com os alimentos estocados da merenda escolar e outros adquiridos pela prefeitura para o programa de segurança alimentar. Também foram entregues 2.886 kits hortifrutigranjeiros adquiridos de pequenos produtores rurais da região. Porém, de acordo com Angeli, houve reclamações por parte de famílias que, mesmo sem terem os requisitos impostos pela administração municipal, necessitavam do kit para terem acesso à alimentação básica.


Após essas reclamações, a Vara da Infância e Juventude determinou, por meio de uma liminar, que a Prefeitura de Araraquara fizesse a distribuição do kit merenda para todas as famílias em situação de vulnerabilidade social, com crianças matriculadas na rede municipal de ensino. Diante disso, o vereador questiona qual o valor, como funciona o repasse destinado à referida aquisição de alimentos e se o kit merenda é montado de acordo com o número de alunos por família. Além disso, o documento enviado pelo parlamentar solicita cópia da relação de famílias beneficiadas e a relação de alimentos, constando itens e a quantidade que compõe cada kit.


Para Angeli, o trabalho de fiscalização exercido pelo vereador é de fundamental importância:

“Sabemos que existem famílias com mais de três filhos matriculados na rede municipal de ensino,  e que, em muitos casos, tiveram redução e/ou perderam sua principal fonte de renda. É necessário garantir a alimentação dessas crianças, já que muitas delas infelizmente se alimentam apenas com a merenda escolar”.


17/06/2020

   2020 © Rafael de Angeli. Todos os direitos reservados.

  • Instagram
  • Facebook
  • Twitter