Notícia

Para vereador, PDV compromete funcionamento de unidades de saúde

Assim como os servidores e a população, Rafael de Angeli tem se preocupado com a falta de profissionais no atendimento público

Na tarde de quinta-feira (4), o vereador Rafael de Angeli (PSDB) deu continuidade ao trabalho de fiscalização nas unidades de saúde do município. Dessa vez, ele esteve na Unidade de Saúde da Família (USF) "Cristóvão Colombo", localizada no bairro Jardim Cruzeiro do Sul. Em conversa com a enfermeira chefe Ana Lúcia Pereira, o parlamentar pôde constatar a necessidade de contratação de novos funcionários. De acordo com Ana, os funcionários têm se desdobrado para assegurar o atendimento de qualidade aos pacientes. “Aqui todo mundo faz de tudo para dar conta da demanda. Estamos sem agente administrativo, logo todo o procedimento de marcação de consultas, prontuários e fichas fica dividido entre toda a equipe, principalmente entre os agentes comunitários de saúde”, explicou. O principal motivo da defasagem na equipe é o Programa de Desligamento Voluntário (PDV), realizado pela Prefeitura, no qual muitos funcionários de carreira optaram por deixar o cargo. Para Angeli, o processo foi feito de maneira descompromissada. “Não é a primeira unidade que está com sobrecarga na equipe por causa do PDV. O Executivo deveria ter se planejado melhor, de modo que os processos seletivos ocorressem concomitantemente ao desligamento dos funcionários. Infelizmente na área da educação encontramos o mesmo problema”, justificou. Além da falta de funcionários, a burocracia do sistema também é um obstáculo para a efetividade do trabalho prestado na unidade. “Muitos serviços que a UPA poderia intermediar, como o atendimento imediato, ou pelo menos no mesmo dia, de pacientes encaminhados por nós, não têm sido feitos. Ou seja, hoje o paciente volta para casa e somente dias depois retorna à Upa para ser examinado. Muitos nem voltam, pois não têm dinheiro nem para a condução”, explicou. Nesse sentido, o parlamentar se comprometeu a conversar com a secretária da Saúde, Eliana Honain, para repassar a demanda e verificar se é possível um protocolo diferente. “É a mesma rede de saúde, por isso, o ideal é que as unidades estejam interligadas. Como vereador, vou questionar esse procedimento na expectativa de que o cidadão seja melhor atendido pela rede municipal de saúde”, finalizou.

Sobre a USF

Atualmente, a unidade atende 4.037 pessoas (1.234 famílias) dos bairros Jardim Arco Íris, Jardim Cruzeiro do Sul, Jardim Diamante e Jardim Dumont. A equipe conta com 11 funcionários (sete agentes comunitários de saúde, um dentista, um médico, um técnico de enfermagem e um enfermeiro), porém ainda precisa de dois técnicos administrativos, mais técnicos de enfermagens e um psicólogo.

Academia da Saúde

Na ocasião, Ana também acompanhou o vereador até o prédio ao lado da USF, onde funciona a Academia da Saúde do Cruzeiro do Sul. O programa é uma estratégia, lançada em 2011 pelo Governo Federal, de promoção da saúde para os municípios brasileiros. Seu objetivo é promover práticas corporais e atividades físicas, promoção da alimentação saudável, educação em saúde, entre outros. Para Angeli, trabalhar a prevenção é tão importante quanto a “saúde por demanda”. “Acreditamos que desenvolver formas de evitar problemas de saúde é um fator essencial para a população. O Projeto Academia da Saúde é uma porta nacional para esse assunto”.

Confira as fotos aqui.

   2020 © Rafael de Angeli. Todos os direitos reservados.

  • Instagram
  • Facebook