Notícia

'Transformação Solidária' já atinge a marca de meia tonelada de lacres arrecadados

'Transformação Solidária' já atinge a marca de meia tonelada de lacres arrecadados com ajuda da escola Anglo


A campanha conta com o apoio de Rafael de Angeli e, com a arrecadação, os lacres já foram “transformados”, em menos de seis meses, em mais de 20 cadeiras de rodas

Na quinta-feira (6), foram entregues ao Banco de Cadeiras de Rodas do Rotary Club do Carmo 136 garrafas pet cheias de lacres e também duas caixas de tampinhas de garrafas. Isso tudo foi arrecadado por cerca de 600 alunos do ensino fundamental do Anglo, que durante todo o ano letivo assumiram a campanha interna “Lacre Solidário”, que visa a coletar e doar o material reciclável para instituições de assistência social, o mesmo objetivo da campanha “Transformação Solidária”, que além dos lacres, também recolhe tampinhas de plástico em troca de fraldas e leite. A campanha, encabeçada pelo vereador Rafael de Angeli (PSDB) em nome da Câmara Municipal, em parceria com as unidades do Rotary Club de Araraquara, da Prefeitura e do Fundo das Instituições Sociais de Araraquara (Fisa), ganhou a adesão da escola Anglo para realizar a coleta do material juntamente com as entidades.

De acordo com o parlamentar, desde que a campanha foi lançada, em agosto deste ano, foi arrecadada cerca de meia tonelada de lacres, que resultou em 20 cadeiras de rodas. Portanto, não se trata de lenda como muitos acreditam. “Esses lacres são vendidos para uma empresa de reciclagem e, com os recursos, compramos as cadeiras de rodas”, explicou o integrante do Rotary, Luiz Antônio Stuchi. Com aproximadamente 140 garrafas pet de 2 litros cheias de lacres de alumínio, é possível adquirir uma cadeira de rodas.  


Transformando vidas

“É um gesto simples e muito significativo na vida de muitas pessoas. Fico feliz que esta campanha, existente há mais de 20 anos, e agora impulsionada com a parceria da Prefeitura e da Câmara Municipal, tenha se alastrado, principalmente nas escolas”, celebrou a tesoureira do Fisa, Natalina Lopes Corrêa Leite.

Educação socioambiental

“Além de beneficiar várias pessoas com dificuldade de locomoção, a ação também visa à proteção do meio ambiente”, reforçou Angeli, que destacou outro ponto importante do projeto: “O envolvimento das crianças e dos jovens é fundamental para a construção de uma sociedade mais justa e de um meio ambiente equilibrado”. A professora de Português do ensino fundamental da instituição, Adriani Aparecida Marcomini, classificou a campanha como “instrumento de promoção da cidadania” e ficou impressionada com o engajamento dos estudantes, que, inclusive, estipularam metas de arrecadação. “Nós fizemos uma competição saudável e nos sentimos muito felizes por conseguir ajudar o próximo”, definiu Laura Mauro Primiano, aluna do 4º ano.  


Vamos ajudar?

Qualquer pessoa pode colaborar com a iniciativa, fazendo doações nas unidades de saúde do município e também nas escolas públicas e particulares participantes. “Se a sua escola ainda não aderiu à campanha, faça este convite ao professor ou ao diretor”, sugeriu Angeli.

   2020 © Rafael de Angeli. Todos os direitos reservados.

  • Instagram
  • Facebook
  • Twitter