top of page

Notícia

Academia ao ar livre em praça da Vila Xavier, prometida para o final de 2023, ainda não foi entregue

Informações foram fornecidas pela Secretaria de Obras após questionamentos do vereador Rafael de Angeli.

Academia ao ar livre
Imagem: Portal Morada

No início de novembro, o vereador Rafael de Angeli encaminhou um requerimento à Prefeitura, pedindo informações sobre a instalação da academia ao ar livre "Joaquim de Oliveira ‘Cheira Rosa’” na praça “Coronel João Almeida Leite Moraes", na Vila Xavier.


"Na praça foi instalada uma placa informando que o investimento total é de R$ 296.934,01 para instalação de academias em duas praças. A placa informa o início da obra no dia 28 de abril de 2023, com prazo de 150 dias para conclusão", lembrou o parlamentar no documento.


Em resposta, o coordenador executivo de Obras Públicas da Secretaria Municipal de Obras e Serviços Públicos, Ernesto Vellosa, informou que o valor total dos recursos alocados para a instalação da referida academia é de R$ 126.994,56.

Segundo ele, a obra, de responsabilidade da Ucraniana Serviços e Construções Ltda., contempla construção de piso em concreto armado para a base dos equipamentos, instalação de miniguias de concreto, piso podotáteis para acessibilidade, pintura de vaga de estacionamento para PCD, bebedouros e bancos de madeira, além dos seguintes equipamentos: voador peitoral com voador dorsal PCD, simulador de cavalgada duplo, twist lateral duplo/prancha lateral dupla, leg press duplo/exercitador de pernas, barra alta giratória 3 alturas, estação multiuso 6x1, esqui duplo, simulador de remo, remada PCD, roda de ombro dupla/giro diagonal duplo, simulador de caminhada duplo/elíptico duplo, placa informativa contendo as instruções de uso de cada equipamento e recomendações para o alongamento físico pré e pós-atividades, conforme indicado pelo fabricante.


O coordenador afirmou que a origem do recurso financeiro é estadual, fruto de emenda parlamentar do deputado Paulo Fiorilo. Sobre a etapa em que a obra estava até o momento da resposta, ele explicou que o gabarito para concretagem base estava pronto e as guias que separavam o passeio já haviam sido removidas para acerto do nível existente com o piso novo. "Deve-se considerar que existe mais de uma obra de academia no mesmo contrato, que a outra academia está com o serviço mais avançado e que a instalação dos equipamentos representa parte significativa do valor do contrato, resultando em um total de 31,5% do andamento das obras", enfatizou.


Vellosa explica que a entrega da academia estava prevista para a segunda quinzena de dezembro. Ele reforçou que o recurso destinado a cada academia depende diretamente dos serviços necessários para instalação dos equipamentos, considerando o que existe em cada local. "Foi feito levantamento, projeto e orçamento baseado em projeto com uso de tabelas de referências", detalha.


Para Angeli, "está claro que o prazo não foi cumprido, uma vez que o local se encontra do mesmo jeito. Não é uma surpresa, já que a cidade está cheia de placas com prazos não cumpridos, e este local é mais um dos contemplados com uma obra parada. É preciso que a prefeitura seja mais eficiente nas cobranças e no cumprimento dos prazos estipulados, pois quem pede e usa esses aparelhos sente muito a necessidade de poder utilizar esse espaço".


19/2/2024


Commenti


bottom of page