top of page

Notícia

Ações de controle da situação subterrânea da Via Expressa são expostas

Vereador Rafael de Angeli se preocupa com riscos que tubulação do local pode apresentar.


No Requerimento nº 112/2022, o primeiro secretário da Mesa Diretora do Legislativo, vereador Rafael de Angeli (PSDB), questionou a Prefeitura a respeito da situação da área subterrânea da Via Expressa, uma das principais vias da cidade. Diante disso, o Executivo respondeu e trouxe esclarecimentos.


Na resposta, a Secretaria Municipal de Obras e Serviços Públicos argumentou que a situação da rede de galerias pluviais tem sido acompanhada desde 2017; e que, por se tratar de obra de grande vulto, a administração vem buscando recursos junto ao governo estadual e à União.


Chegou a ser protocolado pelo prefeito Edinho Silva o Ofício nº 2.419/2017, que buscou obter recursos para ações de prevenção em áreas de risco de desastre; esse processo tramitou por 20 meses, porém o Ofício nº 237/2019 anunciou a sua suspensão pela ausência de dotação orçamentária.


A Secretaria informou que, após a suspensão, houve o monitoramento da situação, e a contratação de uma empresa especializada para a execução de laudo de avaliação das condições estruturais do local, conforme o Processo nº 5.015/2019, Empenho nº 24.808/2019.


Ainda foi esclarecido que o processo de contratação se consolidou no período de chuvas, inviabilizando a execução dos serviços. A empresa contratada também informou a necessidade de adequar seu quadro societário, se fazendo necessário o aguardo da resolução do impasse para se definir quanto à necessidade de um novo processo de contratação.


Por fim, segundo a Secretaria, o que foi exposto acima ocasionou a postergação da Ordem de Serviço, sendo emitida apenas após a sinalização da continuação das atividades da empresa, e a manutenção de sua proposta – Ordem de Serviço nº 002/2022, a qual se encontra em prazo de execução.


Angeli acredita que a Prefeitura poderia fazer mais para garantir a segurança da população.


"Laudos que não podem ser feitos por causa das chuvas e por 'impasses em quadro societário' na empresa contratada? A Prefeitura trata o risco de desabamento da Via Expressa com descaso. Já mostramos como está a situação do local, literalmente dentro das galerias e chamando a atenção para que soluções sejam realizadas com urgência", explica e cobra o parlamentar.


16/4/22

Comments


bottom of page