Notícia

Instituto Conviva Down precisa de recurso para ampliação de serviço assistencial

Vereador Rafael de Angeli visitou entidade, recebeu pedido para poda de árvores no local e vai buscar Emenda Parlamentar para ampliação das instalações do serviço.


O vereador Rafael de Angeli (PSDB) foi procurado pela diretoria do Instituto Conviva Down, localizado na Vila Xavier, para que intercedesse junto ao Poder Executivo, no sentido de solicitar poda em árvores localizadas na Avenida Paulo da Silveira Ferraz, no trecho entre as Ruas Candido Portinari e Ceará. O parlamentar foi ao local verificar a situação e constatou que as citadas árvores estão com suas copas muito altas, prejudicando a iluminação pública e causando insegurança a todos que por ali transitam.


Na manhã desta segunda-feira (29), o vereador e primeiro secretário da Mesa Diretora da Câmara encaminhou a Indicação nº 1.330/2021 ao prefeito, solicitando celeridade na execução do serviço.

Conviva Down


Em sua visita ao local, Angeli conversou com o presidente da instituição, José Azevedo Pereira Coelho, e com Matilde Barbo Ferreira Lucas, tesoureira da entidade, onde foi informado também sobre uma necessidade do Conviva Down: a ampliação das instalações da entidade. Trata-se de um projeto já iniciado, mas que precisa de dinheiro para sua conclusão. O Instituto é uma associação sem fins lucrativos, fundada em 24 de junho de 2013, por Lusinete Lira, juntamente com outros pais e mães que buscavam uma forma de manter os filhos ativos, uma vez que não conseguiam escolas especializadas no atendimento destas crianças.


A princípio, as mães começaram se reunindo em uma residência, para os filhos se conhecerem e dar início aos trabalhos. Mais mães, com crianças pequenas que tinham outras necessidades, se juntaram ao grupo. Hoje, 35 alunos, de zero a 18 anos de idade, são assistidos em educação especializada pelo Instituto Conviva Down. O atendimento é feito de segunda a sexta-feira, em horários diversos. Outros 12 jovens/adultos também passam por processo de interação social e terapia ocupacional, trabalhando com estímulos e trocas de experiências.

Projeto de expansão


"A ideia é ter aqui todo o atendimento necessário e construir um centro de convivência para que possamos desenvolver mais atividades. Sempre digo que somos uma orquestra e estamos ensaiando, e quando tudo estiver terminado, vamos em frente para tocar mais músicas", disse, emocionado, Coelho.


Angeli ressalta a importância desse trabalho, já que o centro de convivência atenderá a todos, desde a primeira infância.


"Chama muito a nossa atenção o carinho com que o Coelho, a Matilde e outros pais e mães falam sobre a instituição e sobre as crianças, que precisam de estímulos pela vida inteira e lutam para serem aceitas pela sociedade", enfatizou o parlamentar, pinçando uma frase que diz muito sobre o trabalho do Conviva Down: “quem tem preconceito é porque não conhece".

Segundo a diretoria, há um grande empenho em melhorar as condições do local, que conta com o projeto de 500 m² de construção, parte já concluída. Ainda falta muito e a entidade não dispõe de recursos para terminar a obra.


Busca por Emenda Parlamentar para a conclusão da obra



"Vamos encaminhar toda a documentação necessária para o deputado federal Vanderlei Macris, do nosso partido, PSDB, para buscar uma Emenda Parlamentar (EP) que contemple o Instituto Conviva Down e essa obra tão importante para ampliar o atendimento da instituição. Joel Aranha, porta-voz do deputado federal Vanderlei Macris, me acompanhou nesse encontro e, juntos, vamos seguir todas as fases, desde o encaminhamento do pedido e do projeto, até o recebimento do valor que terá direito o Conviva Down", encerrou Angeli.


06/04/2021