Notícia

Nova sede do Caps-AD favorece qualidade do atendimento

Vereador Rafael de Angeli esteve no local para fiscalizar a mudança

Na tarde de quinta-feira (25), o vereador Rafael de Angeli (PSDB) esteve nas novas instalações do Centro de Atenção Psicossocial Álcool e Drogas “Dr. Calil Buainain” (Caps-AD). A unidade de saúde mental está funcionando em uma nova sede há dois meses, no bairro Santa Angelina. Anteriormente, ficava na Avenida Sete de Setembro, no Centro. “Fomos verificar se a casa nova está atendendo às necessidades e se há demandas a serem encaminhadas ao Executivo”, explica o parlamentar.

Ele foi recebido pela gestora da unidade, a terapeuta ocupacional Stella 📷Figueiredo, que se mostrou satisfeita com a nova sede. “A outra casa também era grande, porém disfuncional. Aqui o espaço é mais adequado. Ainda não é o ideal para o perfil dos atendimentos que realizamos, mas sabemos que o único modo de conseguir o ideal é construindo, mesmo”. A gestora conta que o aluguel ficou mais barato e que, com a mudança, a equipe teve a oportunidade de adquirir mobiliários e eletrodomésticos novos, que melhoraram a qualidade do atendimento. “Tínhamos a ideia de que precisaria comprar muita coisa, mas não foi preciso. E tudo o que solicitamos está chegando, inclusive armários, mesas, cadeiras, ventiladores, aparelhos de ar condicionado e um fogão”, enumera. A sede tem quatro salas de atendimento individual, um salão para atividades em grupo, uma enfermaria, uma farmácia, dois banheiros para funcionários e dois para pacientes e um amplo espaço externo. “Está tudo dando certo, a experiência tem sido positiva”, afirma Stella.


Adequações pendentes


De acordo com a gestora, faltam duas adequações, das quais a Secretaria de Saúde já está ciente. Uma é a acessibilidade para deficientes físicos nos banheiros. “É um trabalho que precisa ser feito nos fins de semana, quando não há atendimentos, e que já está sendo providenciado”, adianta. Outro trabalho necessário será o isolamento do banheiro da enfermaria, acessível por uma porta lateral do armário embutido. “É uma característica dos imóveis antigos grandes, presente em todas as casas que visitamos durante a busca pela nova sede. Teremos que colocar uma divisória para estar em conformidade com as normas sanitárias”, aponta.

Questionada sobre a possibilidade de a mudança ter aumentado a dificuldade de acesso à unidade, dado que afastou o Caps do Centro, a gestora afirma que acredita ser possível que alguns pacientes tenham sido afetados. “Mas ainda não mensuramos esse impacto”, ressalva. Na opinião do vereador Rafael de Angeli, o encontro foi produtivo. “Ficamos satisfeitos em saber que a mudança foi para melhor, e que os pacientes poderão contar com mais qualidade de atendimento. A saúde mental é uma área importante que precisa de toda a atenção do poder público”, conclui.  


O Caps-AD


A unidade oferece serviços de acolhimento, oficinas terapêuticas, consultas médicas, enfermagem, atendimentos individuais e coletivos, orientações e grupos voltados para famílias e usuários, visitas domiciliares e dispensação de medicações, além de orientação e prevenção ao uso de álcool e drogas. O centro conta com um psiquiatra, um médico clínico, três psicólogos, duas terapeutas ocupacionais, três técnicos de enfermagem, uma farmacêutica, uma assistente social, duas agentes operacionais, uma funcionária terceirizada para limpeza e um guarda municipal. Os atendimentos são feitos de segunda a sexta-feira, das 7 às 19 horas. Os pacientes são encaminhados pela Atenção Básica.  


Confira mais fotos aqui.


   2020 © Rafael de Angeli. Todos os direitos reservados.

  • Instagram
  • Facebook
  • Twitter