Notícia

Novo Centro de Referência da Mulher é inaugurado

No Dia Internacional da Mulher, celebrado na quarta-feira (8), foi inaugurado o novo Centro de Referência da Mulher “Professora Heleieth Saffioti”, com a presença de diversas autoridades.

Centro de Referência da Mulher ganha novas instalações[/caption]

O evento foi aberto com duas apresentações da Escola de Dança Iracema Nogueira. A primeira teve como tema “Vozes Periféricas da Literatura – a Palavra é Mulher”. Já na segunda, Camila Constância dos Santos Silva fez uma performance sobre empoderamento feminino, tema do seu Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) da escola.


A coordenadora de Políticas Públicas para Mulheres, Amanda Vizoná, entende que a nova localização é estratégica. “Precisa ser uma casa acessível, mas tem que ser discreta também, pois as mulheres que frequentam o Centro de Referência muitas vezes têm que vir escondidas dos maridos, não podem ser vistas. Agora o trabalho será bem intenso. Reformulamos também o horário de funcionamento, que será de segunda, quarta e sexta, das 7h às 17h30, e de terça e quinta, das 7h às 19h. Praticamente dobramos o período de atendimento para podermos receber mais mulheres.”


Amanda destacou que o principal objetivo é consolidar uma rede de atendimento à mulher vítima de violência e a todas as mulheres de Araraquara. “Queremos transformar esse Centro em um local que não atenda apenas as mulheres vítimas de violência. Teremos diversas atividades, como oficinas, um Telecentro. A ideia é ser um lugar onde todas as mulheres possam se sentir acolhidas e construir junto conosco uma política pública mais efetiva”, completou.

A vereadora Thainara Faria falou em nome da Câmara Municipal.


Para o prefeito Edinho Silva, que inaugurou o Centro no seu primeiro mandato, em 2001, essa inauguração “é importante, pois estamos sinalizando para Araraquara que vamos ampliar as políticas públicas desenvolvidas pelo Centro. Vamos ampliar tanto o nosso horário de funcionamento como a nossa capacidade de atendimento”.


Segundo o prefeito, em breve será inaugurado o Anexo Especial de Violência Doméstica e Familiar, próximo ao Fórum e na região do Centro de Referência. Está prevista também, na antiga localização do CRM, o Centro de Referência Antidrogas. “Mais de 90% das mulheres apenadas no Centro de Ressocialização Feminino estão ligadas ao envolvimento com drogas e, muitas vezes, foram cúmplices de seus parceiros”, enfatizou.


A deputada estadual Márcia Lia também participou do evento e entende que “a reorganização do Centro de Referência da Mulher e da Casa Abrigo é fundamental para que possamos fazer com que as políticas públicas no município de Araraquara sejam efetivadas. Não adianta termos um espaço e a política não funcionar. O acolhimento, dar sequência no atendimento para essas mulheres, abrigá-las, se for o caso. Tenho certeza de que essa reinauguração significa tudo isso, a volta de um projeto que foi, durante oito anos, vitorioso”.


Amanda Vizoná discursa ao lado de Meirilene de Castro Rodrigues, Elânia Lima, Márcia Lia e Thainara Faria

Representando o presidente da Câmara Municipal, Jéferson Yashuda Farmacêutico (PSDB), a vereadora Thainara Faria (PT) afirmou que “esse momento para Araraquara é simbólico, pois nós tínhamos o Centro de Referência da Mulher em uma zona afastada, em bairro nobre, e pouco acessível às mulheres que efetivamente precisam desse espaço. A coordenadora Amanda trouxe de volta para o centro, o que é importantíssimo no sentido de dizer para as mulheres que estamos aqui, que estamos prontas para recebê-las e acolhê-las”.


O vereador Edson Hel (PPS) apontou a importância da proximidade entre a Câmara Municipal e o Centro de Referência, mencionando que “o Legislativo não poderia deixar de prestigiar essa inauguração nessa data tão especial”.


O novo Centro de Referência da Mulher, ligado à Coordenadoria de Políticas para Mulheres e à Secretaria de Planejamento e Participação Popular, fica na rua Comendador Pedro Morganti, nº 2.231, na região central da cidade.


Estiveram presentes, ainda, os vereadores Elias Chediek (PMDB), Rafael de Angeli (PSDB) e Roger Mendes (PP), o vice-prefeito e secretário de Desenvolvimento Econômico, Damiano Barbiero Neto (PP), os secretários Sérgio Médici (Negócios Jurídicos), Juliana Picoli Agatte (Planejamento e Participação Popular), Priscila Luiz (Comunicação), Teresa Telarolli (Cultura), Donizete Simioni (Gestão e Finanças), Clélia Mara Santos (Educação), Eliana Honain (Saúde) e Eloisa Mortatti (Assistência e Desenvolvimento Social), a comandante da Guarda Municipal, Juliana Zaccaro, a psicóloga Elânia Lima, a presidente da Fundart, Gabriela Palombo, a delegada Meirelene de Castro Rodrigues, da Delegacia de Defesa da Mulher (DDM), e o defensor público Marcel Benetti Boer.

   2020 © Rafael de Angeli. Todos os direitos reservados.

  • Instagram
  • Facebook
  • Twitter