Notícia

Onde estão os mais de R$ 800 mil recebidos para o Projeto "Farmácia Viva"?

Esse é o questionamento do vereador Rafael de Angeli à Prefeitura, que solicitou informações em requerimento.


O programa "Farmácia Viva" busca garantir o acesso de usuários do Sistema Único de Saúde (SUS) a medicamentos fitoterápicos com qualidade, segurança e eficácia. Considerando que o município recebeu R$ 832.092,23 do Ministério da Saúde em 2020 para desenvolver o projeto, o primeiro secretário da Mesa Diretora da Câmara Municipal de Araraquara, vereador Rafael de Angeli (PSDB), enviou o Requerimento nº 322/2022 à Prefeitura, solicitando informações a respeito da prática na cidade.


"A finalidade desse ótimo projeto é potencializar as ações relacionadas ao cultivo, beneficiamento, preparação, controle de qualidade, prescrição, dispensação e capacitação, a fim de garantir à população o acesso seguro e o uso racional de plantas medicinais e fitoterápicos", frisou o parlamentar. Angeli, por outro lado, quer saber sobre o andamento do programa. "Queremos notícias sobre a implantação, pois nada foi anunciado", cobra o vereador.


Por isso, o parlamentar questionou se o projeto já está sendo executado em Araraquara e, caso contrário, qual a previsão de início de execução.


"Acompanharemos de perto a implementação do 'Farmácia Viva' na cidade, assim como a aplicação dos recursos destinados ao local que abrigará o serviço", conclui o vereador.


11/4/22