Notícia

Retomada do transporte coletivo é questionada por vereador

Rafael de Angeli traz questionamentos da população que tem sofrido com falta de ônibus em diversas linhas.


Recentemente, o vereador Rafael de Angeli (PSDB) protocolou o Requerimento nº 770/2021, que solicita ao Executivo informações referentes à retomada do transporte coletivo urbano no município. Devido à pandemia de Covid-19, houve uma considerável redução do número de pessoas circulando pela cidade e, consequentemente, adequação e redução de horários das linhas de ônibus.


De acordo com o parlamentar, existem bairros que dispunham de ônibus de 40 em 40 minutos e atualmente circulam com intervalos de 1 hora e 30 minutos. Ainda há casos, como a linha com destino ao bairro Parque Gramado que, antes da pandemia, operava de 1 em 1 hora, e, agora, conta apenas com dois horários na parte da manhã e dois na parte da tarde.

Para Angeli, a drástica redução da oferta do transporte público dificulta a rotina dos munícipes, uma vez que a maioria dos serviços foram retomados com o avanço da vacinação:


"O município já retomou as atividades econômicas, sociais e de educação e, com isso, aumentou o número de pessoas que necessitam do transporte urbano para locomoção até o trabalho, escolas e atividades extracurriculares. É importante ressaltar que muitas pessoas necessitam exclusivamente do transporte público, não dispondo de recursos para utilizar outros meios de transportes oferecidos, como aplicativos, táxi e mototáxi", argumentou.

Nesse sentido, o vereador fez alguns questionamentos ao Executivo: quando serão retomadas as 39 linhas existentes antes da pandemia e se os horários do transporte, inclusive o noturno, serão recuperados em sua totalidade ou gradualmente. O parlamentar ainda indagou sobre a situação da linha do Parque Gramado e sobre as medidas tomadas para manter a segurança sanitária dos usuários dentro do transporte coletivo. Por fim, perguntou quais as fontes de dados a Prefeitura utiliza para conduzir o planejamento de abertura ou encerramento de linhas de ônibus.

A Prefeitura tem o prazo inicial de 15 dias para responder aos questionamentos, prorrogável por até 55 dias.



8/9/2021