Notícia

Vereador ouve moradores do Jardim Higienópolis e do Martinez


Incomodados com o abandono dos bairros, moradores do Jardim Higienópolis e do Martinez procuraram o vereador Rafael de Angeli (PSDB) em busca de providência do poder público municipal. Na tarde de terça-feira (19), o parlamentar foi conferir de perto os problemas da localidade. O principal apontamento foi feito na Rua Arquiteto Walter Logatti, nas imediações de um colégio. “Todas as noites, mulheres e travestis se prostituem, jovens bebem e utilizam drogas, uma verdadeira bagunça”, relatam os moradores, que preferem não ser identificados, completando que são obrigados a conviver com o lixo de preservativos, seringas e pinos de drogas usados, sacolas com fezes e garrafas com urina deixados durante a madrugada. É possível observar o descarte desses dejetos principalmente em dois terrenos, um deles com o mato bem alto. Os moradores acreditam que algumas medidas são emergenciais, como melhorias na iluminação pública, inserção de placas de silêncio (devido à Unidade de Tratamento Dialítico, localizada na região) e uma ronda noturna da Polícia Militar para minimizar os problemas. “Falta de manutenção pública, de iluminação, descaso com o mato... Já fizemos até um abaixo-assinado, com 527 assinaturas, que entregamos na Promotoria e na Prefeitura solicitando ajuda, pois os problemas têm se agravado, principalmente a prostituição. Com isso, vemos o descarte de preservativos e seringas e uso de drogas na frente das nossas casas”, afirma um morador. A segurança também é preocupante. “Não temos uma iluminação adequada para essas vias, que são entrada para a cidade. Nosso bairro está sendo deixado de lado”, completa o morador. Para outro morador, o Higienópolis também precisa de uma reorganização do trânsito. “Com a chegada das empresas aqui, merecíamos um pouco mais de atenção. Tem muito lixo, escuridão, o asfalto é ruim... Isso atormenta a vida da comunidade”. Segundo uma moradora, o bairro está “uma imundice. Não temos calçadas para andar. Deveriam dar uma finalidade para o terreno da esquina, que sempre está com mato alto... Isso acontece faz 39 anos e todo ano é a mesma história, ninguém resolve. Vamos até a Prefeitura e não conseguimos nada”. “À noite, as pessoas fazem o que querem aqui na rua, não deixam ninguém dormir”, reclamou. Angeli entende que se faz necessária uma ação do poder público no local com muita urgência. “Como relataram os moradores, há mais de 30 anos que eles passam pelas mesmas dificuldades e nada é feito. Precisamos da Prefeitura e das secretarias agindo aqui”, finalizou.


O parlamentar também realizou um “Vereadores em Ação”, que poderá ser conferido em breve no canal do YouTube da Câmara e na TV Câmara (canal 17 da Net). A reportagem será exibida no “Pequeno Expediente”, que retorna com a Sessão Ordinária no dia 16 de janeiro de 2018.

   2020 © Rafael de Angeli. Todos os direitos reservados.

  • Instagram
  • Facebook
  • Twitter