Notícia

Demora na contratação de professores pode prejudicar projeto de Escola Integral

Além do andamento do processo seletivo, vereador Rafael de Angeli questiona funcionamento da Emef do Valle Verde, que deveria atender 350 alunos.


A Escola Municipal de Ensino Fundamental (Emef) "Vereador Edmilson de Nola Sá" foi inaugurada em 2020, no Valle Verde, com o objetivo de atender 350 alunos em tempo integral. Sua implantação atendeu a demanda do Orçamento Participativo (OP). Porém, a escola precisou ser interditada em outubro de 2021, como resultado dos estragos causados pelos vendavais que atingiram a cidade. O atendimento na escola foi alvo de questionamento do primeiro secretário da Câmara Municipal de Araraquara, vereador Rafael de Angeli (PSDB), por meio do Requerimento nº 165/2022, enviado à Prefeitura no dia 15 de fevereiro.


No documento, o parlamentar também questiona o andamento do processo seletivo de credenciamento para atuação nas Escolas Municipais de Ensino Fundamental Integral, visto que a Lei º 10.384/2021, aprovada pela Câmara Municipal em 2021, autorizou a criação do Programa Municipal de Ensino Fundamental Integral. Angeli também cita a Resolução da Secretaria Municipal de Educação nº 01/2022, de 5 de janeiro de 2022, que permite a abertura de processo seletivo de credenciamento profissionais do Quadro do Magistério e de funcionários da educação para atuação na Educação Integral.

"Qual o número de inscritos, por cargo, no processo seletivo? Caso não haja inscritos, qual será o critério para a contratação dos profissionais? Quantos inscritos, por cargo, foram aprovados? Como está a contratação para o início do trabalho dos profissionais aprovados, considerando que o ano letivo já começou?", pergunta o vereador.

A Prefeitura tem o prazo inicial de 15 dias para responder aos questionamentos, prorrogável em caso de necessidade.



15/3/22