Notícia

Fluxo de veículos causa transtornos e insegurança na escola da Praça Pedro de Toledo

Vereador Rafael de Angeli esteve no local com coordenador de Mobilidade Urbana.


Diante da dificuldade dos pais de buscar seus filhos na Escola Estadual "Antonio Joaquim de Carvalho", a vice-diretora Naitya Moreira procurou o vereador Rafael de Angeli (PSDB) em busca de uma solução. Na tarde da quarta-feira (1), o parlamentar esteve na instituição, acompanhado do coordenador de Mobilidade Urbana, Nilson Carneiro, para analisar a situação.


Segundo Naitya, o trânsito em frente à saída da escola coloca em risco a segurança das crianças. Os pais buscam seus filhos pela parte de trás da unidade de ensino, pois as crianças são entregues uma a uma, o que é inviável pela saída da frente. Ela explica que, dos 300 alunos, apenas de 50 a 60 deles saem pelo portão da praça. Os horários de saída são às 11h30 no turno da manhã e 17h30 à tarde. "O movimento é intenso nos dois períodos", enfatiza a vice-diretora.


O coordenador apontou o problema da falta de vagas no local e afirmou que passará nos horários para analisar o que poderia ser feito.


Naitya sugeriu que uma lombada fosse implementada em frente à saída da escola e Angeli concordou dizendo que "a sinalização inicialmente já ajudaria muito".



Nesse sentido, o vereador protocolou a Indicação nº 5.260/2021, a qual sugere a pintura de sinalização de trânsito "área escolar" na Avenida São Paulo, entre as ruas Carlos Gomes e Itália, e na Rua Itália, entre as avenidas Brasil e São Paulo, destacando que o trânsito intenso causa transtornos e insegurança nos pais e responsáveis.


Solicitação semelhante o parlamentar fez na Indicação nº 4.713/2021, em que solicita melhorias no trânsito da Rua Itália, entre as avenidas Brasil e São Paulo. “No trecho, o fluxo de veículos é intenso, principalmente nos horários de entrada e saída das instituições de ensino instaladas nos arredores, dificultando o trânsito de veículos e causando insegurança aos pedestres e condutores que trafegam pelo local”, argumenta Angeli.


O vereador também protocolou as Indicações nº 5354/2021, 5334/2021 e 5335/2021, pedindo rampas de acessibilidade, semáforos e pintura de faixas para o local.

Para Angeli, um estudo em conjunto com a escola deve ser realizado:

“A Coordenadoria de Mobilidade Urbana precisa ouvir as necessidades da unidade escolar, para que, juntos, possam construir soluções efetivas para o trânsito no local”, finaliza o parlamentar.


7/12/2021