Notícia

Morador pede soluções para problemas do Jardim Eliana

Vereador Rafael de Angeli encaminhará questões ao Executivo

Na sexta-feira (19), o vereador Rafael de Angeli (PSDB) esteve no Jardim Eliana, a pedido do morador Robinson Castro, que desejava apresentar ao parlamentar uma série de demandas e questionamentos direcionados ao Executivo. “Este contato direto com a população é essencial para o nosso mandato, pois, como vereadores, somos a ponte do munícipe com o poder público”, declara o parlamentar. Boa parte dos problemas apontados por Castro se refere a zeladoria, mais especificamente, terrenos sem manutenção, bueiros entupidos e, principalmente, asfaltamento. Segundo o morador, muitos buracos tapados nas ruas são reabertos na primeira chuva, às vezes, no dia seguinte.


“É um trabalho inútil, é como jogar dinheiro diretamente no bueiro”, entende. Ele mencionou também problemas com o Departamento Autônomo de Água e Esgotos (Daae), referentes a buracos abertos para fazer a manutenção da tubulação que levaram muito tempo para serem fechados, chegando a oito meses em um caso específico. Também no tocante ao Daae, Castro sugere que haja mais coordenação entre a autarquia e a Secretaria de Obras e Serviços. “Já aconteceu de a Secretaria de Obras arrumar a rua num dia e, poucos dias depois, o Daae abrir um buraco para fazer um trabalho programado, não de emergência. Não seria o caso de se falar antes, para que um não estrague o trabalho do outro?”, questiona. “Em várias ruas do bairro, não adianta mais fazer tapa-buracos, porque o asfalto já esfarelou. Precisamos de recapeamento”, sugere o morador, que salienta que não está pedindo outra operação de tapa-buracos. “O que peço é uma revisão urgente dos contratos da Prefeitura com os prestadores de serviços de asfaltamento e tapa-buraco, porque não é normal que um trabalho realizado seja perdido em tão pouco tempo. É preciso fazer a obra bem-feita e uma vez só, para depois cuidar apenas da manutenção.”

Praça e quadra esportiva


O morador solicitou que Angeli verifique a possibilidade de obter zeladoria para a Praça “Manoel Rodrigues de Farias”, em frente à Escola Municipal de Educação Fundamental (Emef) “Rafael de Medina”. “Poderia ser um programa com aposentados, por exemplo, temos muitos aqui na vizinhança”, diz, apontando também a necessidade de manutenção dos brinquedos e aparelhos para exercícios e de troca de areia no playground. A quadra de esportes do Jardim Martinez também preocupa os moradores, segundo Castro. No momento, o local está abandonado e sendo frequentado por viciados em drogas. A presença de famílias e crianças é inviável no local”, informa.


Linhão e CER


Outra questão levantada por Castro foi a possibilidade de implantar áreas verdes nas linhas de transmissão da CPFL Energia, ou fazer abertura de ruas para facilitar o uso das áreas pela população. O tema já foi discutido por Angeli com a Prefeitura e a CPFL. “Fizemos uma matéria para a TV Câmara sobre este assunto, além de requerimento ao Executivo cobrando explicações e soluções para todo o ‘linhão’ que corta a cidade. Estamos aguardando respostas”, explica o vereador. Angeli também está em contato com o Executivo para resolver outro problema apontado pelo morador: a existência de um terreno sem utilização entre o Lar da Criança Renascer (Orfanato Renascer) e o Centro de Educação e Recreação (CER) “Professora Amélia Fávero Manini”. O morador se queixou de mato alto, situação recorrente, e do descarte irregular de inservíveis feito no local. “A ideia é instalar no espaço uma horta comunitária. A sugestão já está em estudo na Prefeitura desde o início de 2018 e estamos torcendo e cobrando para que seja liberado e concluído em breve”, adianta Angeli.

Sugestões


Além dos problemas apontados e questionamentos levantados, o munícipe sugeriu que o parlamentar levasse algumas sugestões ao Executivo. Uma delas é a retomada do projeto Ilumina Araraquara. “Não vimos mais ações nesse sentido. Seria interessante iluminar com lâmpadas de Led a entrada da cidade e bairros que contam com iluminação insuficiente e antiquada”, observa Castro. Ele também propôs a instalação de câmeras nas proximidades do residencial Villagio do Sol, no Jardim Água Branca, para identificar autores de descarte irregular de lixo e entulho na rua que passa atrás do condomínio. “Também gostaria de verificar a possibilidade de cercar e fazer um passeio no entorno do Córrego da Água Branca.” Castro sugeriu ainda a instalação de caçambas solidárias nos bairros mais distantes do Centro. “Há pessoas que não têm carro para levar seu entulho aos bolsões e pessoas que não podem pagar por uma caçamba privada. As caçambas solidárias poderiam contribuir para melhorar a situação em bairros com altas taxas de descarte irregular.”  


Encaminhamentos


Rafael de Angeli encaminhará as demandas do morador à Prefeitura, na forma de indicações e requerimentos. “O Sr. Robinson é um grande exemplo de munícipe, que sabe dos deveres e luta pelos direitos de todo o bairro. O nosso trabalho agora será o de mostrar os problemas às secretarias responsáveis e cobrar soluções”, conclui.  


Confira mais fotos aqui.

   2020 © Rafael de Angeli. Todos os direitos reservados.

  • Instagram
  • Facebook
  • Twitter