top of page

Notícia

Superlotação de ônibus escolares do município traz insegurança geral

Vereador Rafael de Angeli cobra posicionamento da Prefeitura.


Recentemente foram divulgadas fotos de um ônibus escolar de Araraquara com superlotação, problema que traz riscos ao bem-estar das crianças e adolescentes.

Frente a essa situação, o primeiro secretário da Mesa Diretora do Legislativo, vereador Rafael de Angeli (PSDB), protocolou o Requerimento nº 155/2022, solicitando da Prefeitura esclarecimentos sobre a real situação do transporte público escolar da cidade.


O parlamentar considera que o atual retorno das aulas presenciais – na educação básica e fundamental – aumenta a demanda pelo ônibus escolar, mas que, mesmo assim, por se tratar de um transporte destinado a menores de 18 anos, todos devem ser transportados sentados para evitar possíveis acidentes.


Angeli argumenta ainda sobre a importância de se manter o distanciamento social recomendado pela Organização Mundial da Saúde (OMS), como uma forma de conter a disseminação da Covid-19.

"Em novembro de 2019, estive fiscalizando e confirmando a denúncia de que havia falta de monitores nos ônibus escolares que atendiam o Centro Educacional AABB [Associação Atlética Banco do Brasil], para acompanhar os jovens", acrescenta o vereador.

Sendo assim, o parlamentar pergunta à Prefeitura se a situação vista nas fotos foi pontual ou se é uma realidade diária, e questiona quais medidas serão tomadas para aumentar a frota de ônibus escolares, em caso de superlotação.


Angeli indaga também sobre a quantidade de linhas de ônibus, de alunos por linha e de jovens que utilizam o transporte escolar por dia, além da regularidade da presença de monitores nos ônibus. Ele finaliza o documento questionando se existem linhas que estão fazendo o transporte dos alunos sem monitores.



22/2/22

Comments


bottom of page