Notícia

USFs de Bueno e do Monte Alegre precisam de atenção; Subprefeitura do Distrito está abandonada

Vereador Rafael de Angeli e vereadora Luna Meyer estiveram nos locais e apontaram diversas melhorias necessárias.


Em agenda conjunta, o vereador Rafael de Angeli (PSDB) e a vereadora Luna Meyer (PDT) foram conferir diversas demandas da população na Subprefeitura do Distrito de Bueno de Andrada e nas Unidades de Saúde da Família (USFs) de Bueno e do Assentamento Monte Alegre.

Subprefeitura/Posto Avançado de Atendimento


A unidade precisa de diversos cuidados. Segundo os relatos ouvidos pelos parlamentares, reeducandos têm ajudado, mas falta manutenção na Subprefeitura. Por isso, eles pedem reforma e pintura completa do prédio, que está bem deteriorado, atingido pelas intempéries e desgastes naturais do tempo, para melhor atender a população do Distrito. Angeli e Luna ressaltam que já fizeram diversas indicações para o local há exatamente um ano e "praticamente nada mudou, o espaço público segue em estado de abandono".


Também são pedidos adequação do imóvel às normas de acessibilidade NR9050; contratação de equipe fixa de funcionários; disponibilização de telefone e Internet para oferta de serviços no Posto; instalação de calhas no prédio; reativação do telecentro; limpeza e higienização do aparelho de ar condicionado; estudos para aquisição de armários para material de limpeza; substituição do chuveiro no banheiro; remoção de luminária; substituição de fiação de ventilador; remoção de entulhos e objetos em desuso; e reposição de lâmpadas da luminária.


Já quanto ao serviço de Correios, a entrega de correspondências no Assentamento Horto de Bueno não tem acontecido e elas precisam ser retiradas. Para resolver a situação, os vereadores solicitam que os Correios disponibilizem funcionário exclusivo para entrega das correspondências nos domicílios.

Bueno de Andrada


No Distrito, o principal local que precisa de atenção da Prefeitura é a Praça de Esportes Júlio de Freitas. Os parlamentares entendem ser necessária a remoção de algumas árvores em frente à cerca, ao lado do parquinho infantil, que estão comprometidas e têm altura suficiente para cair, não somente em cima das crianças que utilizam o espaço, mas também em cima da cancha de bocha. O serviço já foi solicitado em uma Indicação de Luna do dia 17 de setembro do ano passado, no entanto "a real situação das árvores não se resolveu, sequer foi colocada uma fita ou vedação no local para evitar acidentes, e os moradores temem o pior".


Outro pedido é para a instalação de torneiras diversas, já que a praça é utilizada pela população para jogos e por crianças. "Essas pessoas também realizam suas refeições em local que não possui torneira. Não há forma de higienizar as mãos, tampouco um bebedouro, em pleno período pandêmico".

Mais segurança


O espaço também precisa de instalação de iluminação pública e reparos no quadro de distribuição de energia elétrica. "O local fica aberto 24 horas, mas não dispõe de iluminação pública, pois não há ligação elétrica alguma, e os quadros de distribuição foram furtados. A praça está completamente insegura e é utilizada com frequência para a prática de atos ilícitos, como festinhas noturnas e drive-in, conforme relatado pela população", afirmam os vereadores, lembrando que esta é a segunda indicação acerca dessa demanda que traduz o desejo dos moradores de utilizarem o espaço público, "mas por conta da negligência, não está tendo acesso ao mesmo. Faz-se urgente a intervenção do Executivo e a devida manutenção do patrimônio público".


Os parlamentares enfatizam a necessidade de contratação de vigia permanente para a praça, que estaria completamente abandonada e à mercê de indivíduos mal-intencionados que depredam o local, gerando mais gastos públicos.


Ainda para o espaço, Angeli e Luna pedem reparos nos alambrados; limpeza e remoção de lixo e entulhos; manutenção das ferragens do parquinho infantil; substituição de bancos de concreto; reposição da placa de identificação da praça; reforma da guarita, da quadra e da cancha de bocha; limpeza e desinfecção do bebedouro; e correção da quadra esportiva.

Divisão de servidores


Os vereadores destacam que a USF "Dr. Nilo Rodrigues da Silva", no Distrito de Bueno de Andrada, se encontra com graves questões, muitas advindas do fato de dividir funcionários com a USF "Dirce Ragassi Cândido", no Assentamento Monte Alegre.

USF de Bueno


A cozinha da unidade, localizada na Avenida Alaíde Fernandes, está sem extintor de incêndio, possuindo somente o suporte. Por isso, os parlamentares solicitam, em documento, a reposição do equipamento. "Extintores de incêndios em locais como a cozinha são de suma importância para evitar que prováveis incêndios se alastrem pela unidade", avaliam.


Outra necessidade urgente é a substituição e reposição de assentos sanitários nos banheiros femininos, que estão rachados em diversos pontos e não foram removidos, oferecendo risco de acidentes graves, principalmente para pessoas com deficiência física. No banheiro feminino dos funcionários, não há assento.


Conforme foi verificado, a USF possui infiltração nas paredes da recepção, as paredes do consultório médico estão danificadas, com a estrutura cedendo, e o consultório de enfermagem também está com as paredes cheias de rachaduras. Além disso, os azulejos da sala de inalação caíram, a pintura do prédio está desgastada e ao redor das portas há infestação de cupins.


Ainda na unidade, há uma escada enferrujada, com degraus cedendo, trazendo risco de acidentes diversos. "São atendidos pacientes de diferentes estruturas corporais. As pessoas que utilizam a USF chegam com variados tipos de problemas, podendo se agravar caso algum acidente aconteça em decorrência da escada ruim", alertam.


Outro problema é o compressor de ar quebrado, comprometendo o atendimento e o destino seguro dos fluidos bucais dos pacientes. "A dentista está sem auxiliar e o compressor é responsável pelo sugador, que, além da saliva, carreia sangue, situação sanitária que precisa de solução imediata".


A USF também se encontra muito suja, com piso encardido e sem faxineira. "O dia da visita era o último dia de contrato da funcionária, que se dividia entre as unidades do Assentamento e de Bueno, tornando o serviço exaustivo e ineficiente, por sobrecarga física", informam os vereadores, enfatizando que, no mês de julho, o local ficou 20 dias sem faxina alguma. "É de suma importância proceder com limpeza pesada para conservar mais as estruturas, visto que há essa situação de divisão de trabalho. Unidades de saúde com faxina apenas em meio período são um risco sanitário muito grande, que necessita de intervenção urgente" completam.


Os funcionários têm problemas ainda com material de escritório, já que o que é solicitado não é enviado para a USF e os servidores compram do próprio bolso. "Canetas, lápis, até grampos de grampeador. Foi relatado que já chegaram a ficar quatro meses sem receber toner, o que dificulta a eficiência do serviço, pois é utilizado para diversas finalidades, como, por exemplo, impressão de receitas, orientações, folhas de evolução de pacientes, anotações dos agentes comunitários de saúde (ACSs), entre outros".


Foi apurado que a unidade está sem auxiliar odontológico, sobrecarregando a dentista e dificultando o atendimento à população, pois, além de realizar o procedimento, a dentista precisa manipular instrumentação e controlar a contaminação dos estéreis. "Situação bastante insalubre e que necessita de solução imediata".


A unidade está sem cobertura de enfermagem à tarde e quem passa pelo médico nesse período só consegue retirar os medicamentos no dia seguinte, já que a farmácia só funciona de manhã. Por isso, Angeli e Luna pedem a regularização do horário de funcionamento da farmácia.


Para os vereadores, a USF ainda precisa de aquisição de máquina de lavar roupas; manutenção corretiva em chuveiro do banheiro masculino; manutenção da porta do armário da sala dos ACSs; troca do estofado do mobiliário; substituição de dispensers de sabonete líquido e papel em todas as salas e banheiros; substituição ou reparo de armário enferrujado na sala de inalação; substituição de torneira do bebedouro dos funcionários; ajustes no jardim de inverno; e manutenção em computador parado.

USF do Monte Alegre


Atendendo a cerca de 400 famílias, a unidade precisa de alguns reparos e, juntamente com a de Bueno, já foi alvo de dois requerimentos de Angeli. No de número 580/2022, o vereador questiona qual a razão do "rodízio" estabelecido para a equipe da USF de Bueno de Andrada, que precisa se deslocar diariamente para a área rural para prestar atendimentos de saúde à população do Assentamento Monte Alegre; e se existe previsão de contratação de funcionários para atuar especificamente na USF do Assentamento Monte Alegre. Ele também pede a relação do número de funcionários existentes e do número de usuários atendidos por cada uma das USFs mencionadas.


Já no de número 626/2022, o parlamentar pergunta o cronograma de trabalho semanal de médicos e enfermeiros das unidades; o horário de funcionamento das farmácias das respectivas unidades; e se existe um plano de ação para que a unidade do Assentamento Monte Alegre tenha melhor estrutura para atender a população. Solicita, ainda, cópia da documentação de regularização da unidade do Assentamento Monte Alegre e histórico de abertura, reformas e funcionamento; relação de equipamentos de suporte administrativo que existem atualmente na unidade; e planta baixa com descrição de cada sala da USF.

Solução


Angeli e Luna entendem que a estrutura e limpeza de uma unidade de saúde são questões essenciais. "Diversas demandas têm sido solicitadas há tempos para os moradores de Bueno de Andrada, infelizmente sem ação eficiente do Executivo. Aguardamos providências efetivas".


Ao todo, eles apresentaram à Prefeitura 47 indicações, que podem ser conferidas aqui.



29/8/22

1 comentário