Notícia

Congestionamento em semáforo da Via Expressa causa preocupação

Vereador Rafael de Angeli entende que retomada de atividades deverá aumentar fluxo de veículos no cruzamento com Alameda Rogério Pinto Ferraz.

Imagem: Reprodução/Google Street View

Principal corredor de ligação às regiões do município, a Avenida Maria Antonia Camargo de Oliveira (Via Expressa) tem um fluxo muito grande de veículos. A rotatória de cruzamento com a Alameda Rogério Pinto Ferraz é um dos pontos de maior movimento, principalmente nos horários de pico. Durante a pandemia, o sistema semafórico no local foi modificado e, com as atividades econômicas e escolares alteradas, o trânsito de veículos diminuiu.


No entanto, mesmo com a diminuição do fluxo de veículos devido à pandemia, principalmente em horários de pico, o sistema semafórico na rotatória de cruzamento da Via Expressa com a Alameda Rogério Pinto Ferraz está formando um grande e demorado congestionamento. É o que observa o vereador Rafael de Angeli (PSDB) no Requerimento nº 718/2021, encaminhado à Prefeitura no dia 30 de julho. "Neste mês de agosto, as rotinas escolares e econômicas serão retomadas, de acordo com o Plano São Paulo, que está diminuindo as medidas restritivas em todo o estado", alerta o parlamentar.


No documento, Angeli questiona como é feita a análise de fluxo nas vias para implantação de semáforos; qual a percepção da secretaria competente sobre o fluxo de veículos no cruzamento da Via Expressa com a Alameda Rogério Pinto Ferraz; se existem projetos para melhorar o trânsito na região mencionada e, em caso de resposta positiva, quais são; e se é possível a realização de um novo estudo para verificar a real situação de fluxo e ajustar o temporizador do sistema semafórico do cruzamento citado.


Para o vereador, é necessária a atenção do Poder Executivo nos pontos de grande fluxo de veículos:


"A Prefeitura, junto à Coordenadoria de Mobilidade Urbana, precisa analisar constantemente cruzamentos e vias para que o trânsito em Araraquara flua harmonicamente e, principalmente, ofereça segurança aos motoristas e passageiros", conclui.


26/8/2021