top of page

Notícia

Novo NGA-3 e Ambulatório Trans ainda não têm data de entrega definida pela Prefeitura

Vereador Rafael de Angeli pede ao Executivo que informe previsão de início dos atendimentos à população no novo endereço.


Apesar de contar com uma estrutura ampla e moderna, a futura sede do Núcleo de Gestão Ambulatorial "Doutor Francisco Logatti" (NGA-3) e do primeiro Ambulatório Trans de Araraquara permanece com as salas desocupadas e os corredores vazios, embora tudo pareça pronto. Essa foi a situação encontrada pelo vereador Rafael de Angeli em fiscalização ao local, realizada em 19 de outubro, e que gerou os questionamentos feitos no Requerimento nº 876/2023.


A obra, que deve ampliar a atual assistência secundária oferecida em diversas especialidades médicas e beneficiar os usuários dos serviços de saúde oferecidos pelo Município, é uma realização do Orçamento Participativo (OP) e está avaliada em torno de R$ 5,3 milhões. Inicialmente, a conclusão estava prevista para o primeiro semestre de 2022 e foi prorrogada para agosto de 2023 após o aparecimento de infiltrações causadas pela chuva, mas até o momento continua de portas fechadas.


Durante a visita, o parlamentar não conseguiu obter informações sobre o novo cronograma para abertura da unidade que abrigará os atendimentos do NGA-3, que hoje são prestados na região da central cidade. Por isso, pergunta ao Executivo se existe alguma expectativa sobre o início das atividades no local, assim como pede acesso aos laudos de regularidade, caso já tenham sido emitidos pelo Corpo de Bombeiros e Vigilância Sanitária.



Ele também deseja saber quais as medidas estão sendo tomadas em relação às rachaduras que apareceram nas paredes externas da edificação, o resultado de vistoria técnica que deve ser feita pela construtora antes da entrega da obra e qual será a utilização da área vizinha ao muro de um condomínio, uma vez que as árvores existentes foram cortadas e os tocos não foram removidos ainda.


"É preocupante que o NGA-3 e o Ambulatório Trans ainda não tenham data de entrega definida pela Prefeitura. Essas instalações são essenciais para atender às necessidades de saúde da nossa comunidade. Ver que o prédio nem foi entregue ainda e já conta com rachaduras recentes é bem triste. Vamos continuar cobrando do Executivo informações sobre o cronograma de abertura, laudos de regularidade e medidas para resolver questões como as trincas nas paredes. Nossos cidadãos merecem um atendimento de qualidade, e não podemos permitir mais atrasos", finaliza o vereador.


13/11/2023

bottom of page