Notícia

Obras no CER Carmelita Garcez I deveriam ser finalizadas no dia 12

Essa foi a previsão da Secretaria de Educação após questionamentos do vereador Rafael de Angeli.

Imagem: Reprodução/Prefeitura de Araraquara

Em 2017, o Centro de Educação e Recreação (CER) "Carmelita Garcez I", localizado no bairro São José, foi contemplado com reforma e ampliação, em votação pelo Orçamento Participativo (OP), com investimento anunciado de R$ 1,4 milhão.


Com a atual situação da pandemia, houve retorno parcial das aulas presenciais em abril. No entanto, a creche ainda não havia retomado os atendimentos, motivando, em 30 de julho, o Requerimento nº 719/2021, do vereador Rafael de Angeli (PSDB), que buscava informações referentes ao CER.


O vereador questionava qual era a previsão inicial para o término da reforma; a nova previsão para o término da reforma; e, com as obras de ampliação, qual seria o percentual de alunos que a unidade teria capacidade de atender na retomada das aulas.


"Queremos saber os motivos do possível atraso e entender as razões da unidade não ter sido substituída por um espaço temporário para atender as crianças enquanto a reforma não é finalizada. Muitos pais e mães não têm com quem deixar seus filhos enquanto trabalham. Esse atendimento é essencial para essas famílias", explicava e apontava o parlamentar.

Em resposta, a secretária municipal de Educação, Clélia Mara dos Santos, explicou que as obras da unidade fazem parte do Contrato nº 008/2021, referente ao Convite nº 008/2021, levado a efeito por meio do Processo Licitatório nº 1.366/2021. "O contrato trata da execução da obra de instalação do sistema de iluminação pública interna do referido CER por empresa especializada, no prazo de 60 dias corridos, contados a partir da Ordem de Serviço Inicial de 12 de julho de 2021".


Segundo a secretária, portanto, o término da reforma do CER, de acordo com o Contrato nº 008/2021, "estaria previsto para 12 de setembro, prorrogável na forma de lei".


Sobre a retomada das aulas, Clélia detalha que, a priori, como ocorreu em todas as unidades, os pais e responsáveis serão consultados sobre a adesão ao retorno presencial. "Após a consulta, a unidade escolar deverá seguir os critérios estabelecidos no Decreto Municipal nº 12.623, de 14 de julho de 2021, que dispõe sobre as aulas e as atividades presenciais nos estabelecimentos de educação básica das redes públicas e privadas de ensino do município de Araraquara, no contexto da pandemia da Covid-19".


A secretária conclui dizendo que, desta forma, "o percentual de alunos a serem atendidos presencialmente depende da adesão dos pais e do estudo das dimensões das salas de aulas, considerando o quantitativo de adeptos por turma ou classe".


Angeli ficará atento:

"Esperamos que o prazo previsto em contrato seja cumprido sem grandes prorrogações, pois as famílias do bairro precisam urgentemente desse serviço", explica e finaliza o vereador.


15/9/2021

1 comentário