Notícia

Prefeitura responde sobre calçadas e erosões na Via Expressa

Vereador Rafael de Angeli é autor do requerimento que questiona informações referentes ao trecho entre as ruas Voluntários da Pátria e Domingos Zanin.

Imagem: Reprodução/Google Street View

Desde o início de seu primeiro mandato, em 2017, o vereador Rafael de Angeli (PSDB) questiona o Executivo em relação à falta de segurança na Avenida Maria Antônia Camargo de Oliveira (Via Expressa), no trecho entre as ruas Voluntários da Pátria e Domingos Zanin. Por meio do envio de requerimentos e indicações, o parlamentar reforça que a situação do local é crítica e, diariamente, pedestres e condutores correm riscos, uma vez que já aconteceram diversos acidentes nos quais veículos caíram dentro do Ribeirão do Ouro devido à falta de grade de proteção na via.


Nesse sentido, o vereador protocolou novo documento, o Requerimento nº 457/2021, pedindo informações referentes à segurança nas calçadas da via Expressa. De acordo com ele, os passeios estão afundando devido à erosão, podendo causar acidentes gravíssimos. No documento, ele ainda reitera que, em determinado trecho, próximo à Rua Domingos Zanin, existe um desnível na calçada. Por isso, o vereador questiona quando foi realizada a última vistoria técnica para avaliar as condições das calçadas do trecho citado e se, devido às condições em que se encontram as calçadas, não seria mais seguro interditá-las para o trânsito de pedestres. Por fim, Angeli pergunta se existe previsão para a instalação de grades de proteção ou a possibilidade da obra ser colocada no Orçamento Anual do município.


Em resposta, o Executivo, por meio do Ofício nº 1216/2021, informa que, no mês de março, foi realizado levantamento para quantificar os serviços de roçadas de taludes e, durante a ocasião, também foi verificada a situação das calçadas no entorno do Ribeirão do Ouro. Explica ainda que, devido ao elevado fluxo de veículos na via, a interdição do passeio pode acarretar graves acidentes de trânsito com a utilização da faixa de rodagem por pedestres. A Secretaria de Obras e Serviços Públicos afirma buscar recursos para a adição de defensa metálica para o local e esclarece que o Termo de Referência para a contratação de empresa especializada para a execução das calçadas, sarjetões, entre outros serviços - cuja a demanda é superior à capacidade de atendimento com mão de obra própria - já está em fase final de elaboração.


Para Angeli, é papel do vereador estar atento às estruturas da cidade:

"Precisamos cobrar incansavelmente a Prefeitura para que uma solução seja dada à Via Expressa, já que acidentes ocorrem periodicamente e, infelizmente, outros acontecerão se nada for feito", finaliza o parlamentar.


7/7/2021