Notícia

Velocidade da internet em unidades escolares gera novos questionamentos

Requerimento protocolado pelo vereador Rafael de Angeli solicita relação discriminada por unidade.


Em fevereiro deste ano, o primeiro secretário da Câmara, vereador Rafael de Angeli (PSDB), protocolou o Requerimento nº 113/2022, requisitando a quantidade, em megabytes, de disponibilidade de internet nas unidades educacionais da rede pública municipal.


Em resposta, a Secretaria de Educação afirmou que é disponibilizado 1 GB/s de velocidade de internet, sendo este total distribuído entre as unidades, conforme necessidade de cada uma.


Neste mês, o parlamentar protocolou o Requerimento nº 334/2022, que solicita à Prefeitura informações sobre a velocidade da internet disponibilizada em cada uma das unidades escolares do município, e uma lista de cada unidade com a respectiva velocidade de conexão com a internet. Ele também pergunta se esse total, por unidade, é suficiente para atender prontamente os alunos e professores.


"Vivemos na era da tecnologia digital e as escolas públicas, como espaços comuns de geração de conhecimento e desenvolvimento humano, devem se inserir nesse contexto, fornecendo os meios necessários para o bom aproveitamentos dos alunos e professores", justificou Angeli.


10/5/22